Não somos empresas, mas sim, pessoas.

Num mundo que caminha em ritmo acelerado e nos cobra o mesmo, muitas vezes nos vemos como “insuficientes”, incapazes de atender a todas as demandas de produção e realização que chegam até nós. Não raro, o mundo nos trata como empresas e nós mesmos nos vemos presos a gráficos e planilhas, como se fossem as coisas mais importantes de nossas vidas. Você já se sentiu assim?

Charles Chaplin, em Tempos Modernos (1936), já denunciava a transformação do homem em máquina. De 1936 aos dias de hoje, elas evoluíram em uma proporção bem maior do que o ser humano. Desenvolvemos as máquinas mais do que nossa própria espécie!

O resultado é que somos levados a um nível de exigência em produzir mais e melhor, deixando em segundo plano nosso desenvolvimento pessoal. Talvez a vida moderna tenha nos transformado em excelentes máquinas produtivas e nos afastado da nossa natureza. Como consequência, estresse, ansiedade, incertezas e por vezes, depressão. A qualidade das relações e vínculos ficam comprometidas, pois procuramos Ter em detrimento a Ser.

Pois bem, estamos passando apenas para te lembrar: você é um ser humano, e não um empreendimento. Reflita sobre isso e repense a forma como vem tratando a si mesmo ou deixando que os outros te tratem.

Nós, da Engenharia de Habilidades, somos aqueles que se dedicam a restabelecer o equilíbrio perdido por um modelo tão agressivo. Estamos à disposição para conversar sobre o assunto, sem compromisso, para ao final, apresentar-lhes nossas ferramentas que facilitarão esta transição reversa. Do homem-máquina ao ser humano.

Não hesite em nos contatar e vir tomar um café em nosso espaço. Nossos terapeutas se alegrarão em te receber! ☕

By | 2019-01-16T17:54:35-07:00 janeiro 16th, 2019|Sem categoria|Comentários desativados em Não somos empresas, mas sim, pessoas.